domingo, 23 de agosto de 2009

FENÊTRE - TRADUÇÃO DE OLÍVIA PINK

Fenêtre

Je vois la neige de la fenêtre
Je suis dans ma chambre
Il n'a pas vu du bidonville.
Ici j'ai de la beauté,
Luxe Et richesse.
J'ai laissé ma terre
J'ai tourné les côtes à la pauvreté.
J'ai gagné courtoisie,
Dignité
Et grandeur.
Là mal il avait ce qui mangera
Ici je suis entré et dessert.
Et la neige tombe fine et calme,
Mon coeur brûle de peine.
Et loin de mon pays
Je me sens seulement, sans racine.
Dans mon foyer c'était personne,
Respect n'a pas.
J'ai volé derrière un rêve,
Triste rêve néanmoins.
Flocons fins dans le trottoir,
Je cherche l'horizon,
Je vois le rien…
Manteau de peau,
Bottes de ski,
Et néanmoins
Mon coeur ne sourit pas.


Tradução by Olívia Pink (AMEI!!!)


Fenêtre
Vejo a neve da janela
Estou em meu quarto
Não há vista da favela.
Aqui tenho beleza,
Luxo
E riqueza.
Deixei a minha terra
Virei as costas à pobreza.
Ganhei civilidade,
Dignidade
E grandeza.
Lá mal tinha o que comer
Aqui tenho entrada e sobremesa.
E a neve cai fina e serena,
Meu coração arde de pena.
E longe do meu país
Me sinto só, sem raiz.
Em meu lar era ninguém,
Respeito não se tem.
Voei atrás de um sonho,
Triste sonho porém.
Flocos finos na calçada,
Busco o horizonte,
Vejo o nada...
Casaco de pele,
Botas de esqui,
E mesmo assim
Meu coração não sorri.


by Lucia Andrade

É para você amada amiga. Mesmo quando não tenho tempo, estou pensando em você.

Nenhum comentário: