domingo, 25 de outubro de 2009

COM TODO O AMOR QUE EU TIVER



Semana passada eu ouvi de uma pessoa que me ama muito a seguinte frase:
- O que você precisa é de alguém para cuidar de você.
Refleti muito sobre isso e continuo achando que vivo melhor sozinha. Apesar das dificuldades que venho enfrentando com o agravamento da minha doença, ainda acho menos estressante ter uma faxineira. Já passei por dois casamentos e não quero ninguém me dizendo o que fazer da minha vida. A única pessoa a quem devo satisfações, às vezes, é o meu filho. Sou livre. Mesmo morrendo, prefiro ficar sozinha e ir à caça de vez em quando. Se posso provar de várias frutas do pomar, porque degustar apenas uma? Ainda não apareceu aquele a quem eu possa amar. Nunca amei de verdade. Até agora, só paixão e tesão. O amor eu desconheço. O dia que o escolhido aparecer, aí eu é que vou cuidar dele, como todo o amor que eu tiver.

Nenhum comentário: