domingo, 25 de outubro de 2009

O DOCE VENENO DO ESCORPIÃO



ENTRAMOS NO SIGNO DE ESCORPIÃO

O elemento água explica o mundo misterioso dos sentimentos. Em Escorpião eles são profundos e intensos. Este elemento também é silencioso e imprevisível. Escorpião não se mostra com facilidade preferindo o lado oculto da expressão.
Sua natureza fixa e obstinada lhe dá um grande poder de concentração, mas por outro lado, também lhe dificulta a tranquilidade e o perdão. Vai depender muito dos outros fatores do seu horóscopo. Escorpião nunca esquece os sentimentos das situações pelas quais ele passa, boas ou ruins.
Por esse motivo, quem sabe Astrologia, sabe que deve pensar dez vezes antes de agredir, ofender ou provocar um Escorpião. Dez anos se passarão e ele não terá esquecido. Justiça seja feita: ele também não esquecerá os bons sentimentos que lhe forem dirigidos.
Seu movimento é de transformação e não resiste ao desejo de cutucar a onça com vara curta. É atraído pelos extremo e limites das situações.
Costumo dizer às pessoas que quando um Escorpião se aproxima todos devem estar preparados para o balanço dos seus sossegos. Escorpião não suporta a tranquilidade das situações, ele sente necessidade de agitar o que está quieto para ver se não tem nada escondido sob a superfície. É um cirurgião daqueles que gosta de operar, e se preciso, sem anestesia.
O lado oculto da vida, os mistérios, a morte e a espiritualidade são temas do seu interesse. O sexo está na base da sua existência e tanto pode lhe fortalecer a energia como pode lhe arrastar para a lama. Seu magnetismo é armadilha difícil de escapar. 
No lado negativo é manipulador, dominador, ardiloso e cruel. No lado positivo é uma das maiores inteligências do zodíaco capaz de traçar estratégias brilhantes assegurando a vitória de seus objetivos. Seu poder oculto o torna um bruxo, tanto para o bem como para o mal. E em todas as áreas: material ou espirital.
É um signo muito desconfiado e por isso tem sempre a tendência de dizer não. Não aceita facilmente seja lá o que for complicando muitas vezes o que poderia ser mais simples e fluente.
Descontração, alegria, paciência, calma, desapego e adaptação ao coletivo não são qualidades fáceis para os nascidos sob este signo. Por outro lado, o domínio do incosciente e o conhecimento das mentes e segredos de todos os seres constituem a missão que Deus lhe confiou. Desnecessário dizer o quanto de sofrimento esta missão pode pesar sobre seus ombros. O ressentimento, difícil de evitar, é que vai dar a medida de suas vitórias ou derrotas no cumprimento deste destino.
A missão mais árdua na vida de alguém com essa energia dinâmica talvez seja entender a utilização eficaz de todo esse poder integrando o seu eu mais baixo e o mais elevado, extinguindo todos os sentimentos negativos de vingança, aproveitando positivamente sua capacidade de transformar a si e aos outros.
Os signos de Água se relacionam através dos sentimentos e para eles só importam as situações que sentem. As explicações racionais, a lógica elaborada não têm sentido para quem se relaciona através do que sente e não necessariamente o que pensa. Este signo não encara nada superficialmente e funciona com critérios do tipo: gostei ou não gostei. Todos os signos de água são muito envolventes, cada um a sua maneira. É penetrativo, acolhe, enlaça, mas também sufoca, prende, exige, cobra, aprisiona.
Água traz muita intimidade, precisa do envolvimento para se sentir bem. A capacidade de entrega é igual uma onda no mar quando se joga para a frente, ou os grandes dilúvios onde ninguém consegue deter a fúria das águas, mas também quando encontra rochedos pela frente bate violentamente contra as pedras e se desfaz em milhões de pingos de água.

Extraído do Jornal Oxigênio nº 96 (Nov/2008)
Texto de André Leôncio

Nenhum comentário: