sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O VESTIDO DA JACKIE O.
















Migas e migos, ainda estou sob o impacto da minha mais nova loucura. Um ataque de moda incontrolável. Eu tentei, eu juro que eu tentei. Não sou consumista, mas desta vez, uma vitrine me venceu.
Estava eu passando pela rua Sete de Setembro, no Centro do Rio, saindo da Casa Cavé, após me deleitar com mais uma Estrela e um Duchese, quando meus olhos pousaram num vestido preto, lindo, maravilhosamente lindo, perfeito e feito pra mim. Literalmente a minha cara. Do jeito que a cigana que habita em mim gosta. Rodado, voluptuoso, insinuante, sensual... Ainda por cima, com uma estampa da Jackie O. - sacerdotisa da elegância em qualquer idioma - com um meio sorriso e seu olhar fatal, quase dizendo pra mim:
- Me compra! - E foi assim que eu ouvi, como uma ordem. Fechei os olhos e corri pra casa. Eu estava às vésperas da viagem para São Paulo, na iminência de gastar o que eu não podia para realizar o sonho de ir a Bienal para o lançamento do meu primeiro livro. Me controlei, me estapeei, mas não comprei. Fiel aos meus princípios e ao meu bolso, mãe de família que sou, pensei na escola do meu filho e no plano de saúde dele.
Passei mais de uma semana pensando no vestido. Pensando em como eu ficaria dentro dele no show do Ney Matogrosso no Theatro Municipal. Fui pra Sampa, voltei e o vestido não saía da minha cabeça. Num esforço supremo eu pensei no gás, na luz, no telefone, no modem 3G, na água, no preço do quilo de carne, no leitinho da minha criança, mas não adiantou nada. Anteontem não teve jeito, eu voltei à loja e disse a mim mesma:
- Se o vestido ainda estiver aí, é porque ele tem que ser meu. - Achei que não o encontraria mais porque era liquidação, mas depois de muita procura, minha e da vendedora, ele, escondidinho que estava, surgiu para mim. Alguém o colocou entre outras peças, virado pelo avesso. E assim, nos reencontramos, eu e a Jackie O. Típico final feliz para uma linda história de amor e vaidade. E lá vou eu rumo ao Municipal, linda e maravilhosa.

imagem extraída de: www.bettys.uol.com.br

SHOW DO NEY MATOGROSSO NO THEATRO MUNICIPAL















Amigos, peguei hoje os meus convites para o show Beijo Bandido do Ney Matogrosso no recém-inaugurado Theatro Municipal, que por sinal está lindo. Detalhe: o evento é fechado. Olha a camiseta maravilhosa na foto acima, à venda na sede do Morhan - Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase - e também no dia do show. Baratinha, baratinha mesmo. Só quinzinho. Linda de viver, com um dizer que é a minha cara: "E o que importa é não estar vencido..." com o autógrafo do Ney. Ele não é maravilhoso? VALEU PESSOAL DO MORHAN POR MAIS ESTA HONRA. Beijos para Artur, Arturzinho e esposa, Zélia, Suerli, Célio, Érica, Cláudia, Vilma e mais alguém que eu tenha esquecido. 

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

COMER EM SÃO PAULO É MUITO BOM















Donut Bavarian. Eu sou apaixonada por isso. No Rio é difícil encontrar, mas quando vou a São Paulo eu mato a saudade. É simplesmente DELICIOSO. Não posso nem ver. Mas eu só como o Bavarian. Os outros eu nem olho.

imagem extraída de: www.southbound.ph














Sempre via nos filmes americanos essas rosquinhas, até que um dia provei e fissurei. Não sou muito de imitar hábitos dos norte americanos mas, este eu imito com prazer.

imagem extraída de: www.virtualvienna.net



















Já viram pobre com manias de rico? Sou eu. Eu tenho faro para o que é bom e caro. Bati o olho nesse petit gateau do Zucchero, no Shopping Tatuapé que eu quis provar um. Escolhi o sorvete de morango merengado. Uma delícia. A Dete confirmou que realmente eu tenho faro e paladar bem refinados. Jantamos muita comida baiana, com direito a moqueca de siri, acarajé e bobó de camarão, com uns sushis de quebra. Aliás, comer em São Paulo, por mais simples que seja a comida, é um deleite. Até os sanduíches que comemos na Bienal estavam muito bons. Tudo lá tem um gosto especial, além do atendimento. Coisas que, carioca que sou, nascida no Leblon, não vejo por aqui. QUERO VOLTAR LOGO PRA PROVAR O PASTEL DE LÁ QUE AINDA NÃO PROVEI E ESTOU AGUADA!
A foto é de Claudete Felix.

MAIS UM SONHO DE INFÂNCIA REALIZADO



















A chegada ao Anhembi. Nunca tinha pisado lá. Da outra vez que fui a São Paulo, circulei por três cidades diferentes e conheci pouca coisa. Na próxima, eu conheço mais.














Eu e meu filhote que faz careta. Ainda não foi desta vez que realizei o sonho dele de viajar de avião, mas da próxima eu me organizo com antecedência. O importante é que ele foi comigo e gostou muito. Curtimos demais.














Claudete, fiel escudeira, sempre pronta a comprar minhas brigas e apostar nos meus sonhos. Me sinto muito segura com ela por perto. E lá estava eu realizando o sonho de ir a uma Bienal. Metida que sou, quis ir logo na maior do país. Se Deus não me levar logo, eu não vou parar de aprontar.














Eu estava quase morrendo de frio. Mesmo com uma blusa bem quente e a jaqueta de couro, eu tava me sentindo congelada. Congelada, mas feliz. E foi tudo muito fácil, tinha até transporte gratuito do Metrô direto pra Bienal. Tudo muito organizado.


















Essa foi a emoção maior. Não pelo fato de entrarmos na Bienal sem pagar nada. Foi o fato de realizar um outro sonho antigo, muito antigo. Esse foi o meu crachá de Autora. Eu e Dete vibramos ao ver toda aquela estrutura e o nosso dedinho contribuindo pra aquilo tudo. É bom demais. Dete foi como profissional de educação que é e o meu filho não pagou por ser menor de 12 anos. Mais uma vez tudo muito organizado e contando com a boa vontade do povo paulista, nota dez em atendimento.

LIVROS NA MESA DE AGOSTO



















A semana tá super cheia, mas eu vou tentar ir a esse encontro que é sempre muito bom. Agora eu posso trocar o meu livro por um de um outro autor que estiver por lá. Muito legal. Programa imperdível, gente.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

ENTREVISTA PARA O INFORMATIVO DO HEMORIO



















Essa matéria nós fizemos no início de Agosto e saiu agora no Informativo Hospital Sem Dor do Hemorio e eu gostei muito de ter contribuído porque muitos usuários têm resistência ao uso do aparelho ou até falta de disciplina na regularidade da fisioterapia. Para mim está funcionando muito bem com a ajuda da sempre maravilhosa Ana Paula, a Aninha. A abordagem sobre a Síndrome Torácica Aguda também é muito importante e quem tem Doença Falciforme tem que ficar ligado nesses sintomas que podem levar a óbito. Parabéns a Marcão, Luíza e Gabriel e toda a equipe da publicidade do Hemorio. 

sábado, 21 de agosto de 2010

TARDE / NOITE DE AUTÓGRAFOS - STELLA LEONARDOS E ALICE SPÍNDOLA


A ACADEMIA CARIOCA DE LETRAS
PROMOVE O LANÇAMENTO TARDE / NOITE DE AUTÓGRAFOS DAS ESCRITORAS
STELLA LEONARDOS E ALICE SPÍNDOLA


 
APOIO UNIÃO BRASILEIRA DE ESCRITORES (UBE/RJ)


Edir Meirelles


 
AGRADECEMOS A DIVULGAÇÃO

O PRIMEIRO AUTÓGRAFO A GENTE NUNCA ESQUECE















Essa semana eu dei os meus primeiros autógrafos. O primeiro foi para minha sobrinha Tatiana, que foi a primeira a acreditar no meu trabalho. Depois foram os da família e amigos. Minha Mãe adorou o livro, mas disse que a dedicatória e o autógrafo foi a parte que ela mais gostou. Está meio chorosa até agora. Muito legal essa sensação de missão cumprida. É aquela velha história: "ter um filho, plantar uma árvore, escrever um livro..." Eu fiz os três.
Legal também foi o primeiro autógrafo que recebi do meu amigo escritor Celso Lopes, contista de primeira linha, que me mandou os dois livros que publicou, por enquanto, com dedicatória e autógrafo. São esses aí em cima: DEI BANDEIRA, HEIN? e PEDRA NA CONTRALUZ. Esse último é o nome de um conto vencedor do Concurso Internacional de Literatura UBE/RJ - 2009 - Categoria Contos. Fiquei encantada com a sensibilidade do Celso neste conto. Simplesmente maravilhoso.

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

AGRADECIMENTOS A GUILHERME DA AGÊNCIA ALCÂNTARA

Eu já estava desistindo de ir a Bienal de São Paulo, quando, por acaso, entrei na Agência Alcântara para ver preços de passagem de ônibus. Adoro viajar de avião e também queria realizar o sonho do meu filho. Apesar de ser ponte aérea Rio-São Paulo, os preços estavam absurdos e em algumas companhias não tinha o voo que eu queria. Bendita hora que descobri o Guilherme. Ele facilitou a minha vida e resolveu tudo em 5 minutos. Ônibus Executivo por um valor menor do que o que eu havia pesquisado. Se o conhecesse antes, teria conseguido comprar as passagens de avião no tempo certo. Enfim, agora eu aprendi a lição e não compro mais passagens em outro lugar. Vou direto lá. VALEU GUILHERME!

AGÊNCIA ALCÂNTARA
VENDA DE PASSAGENS 1001 E GOL
TEL. (21) 3712-3695
GUILHERME OU MAURI




sexta-feira, 6 de agosto de 2010

FESTA BARRADOS NO BAILE

Festão pro sábado à noite no Espaço JB. Sai de um evento, troca de roupa e vai pro outro, galera. Anos 90. Tudo de bom. 

CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Vale à pena conferir de perto. ENTRADA FRANCA NA ESTAÇÃO DAS LETRAS. Programa de primeira pro sábado à tarde.