quarta-feira, 15 de setembro de 2010

A ANEMIA FALCIFORME E O TEMPO FRIO














Enfim o tempo frio está indo embora e o tempo quente está chegando. Sofro muito com o tempo frio por conta da Anemia Falciforme. Em primeiro lugar porque minhas juntas doem com o frio e basta o tempo mudar um pouquinho para desencadear uma crise que pode só acabar no hospital com muitas doses de morfina. Já sabendo disso, eu me valho de todos os agasalhos possíveis e até impossíveis. Gorros, luvas, cachecóis, meias... Claudete até trouxe essas pantufinhas da Inglaterra para esquentar os meus pés. E elas esquentam mesmo, além de lindas. Nem todo mundo compreende essa minha necessidade de estar bem agasalhada e é comum eu ouvir a observação fatídica:
- Se vier o frio que você está esperando...!
Pode até não vir esse frio todo, mas qualquer ventinho gelado já faz um bom estrago. Eu brinco dizendo que vou fazer uma plaquinha e pendurar no pescoço com os dizeres:
- EU TENHO ANEMIA FALCIFORME!
Alguns amigos meus, que também têm a doença, já chegaram à marca de 38 pneumonias, o que no nosso caso é bem comum e pode levar ao óbito, portanto, todo cuidado é pouco. Praia ou montanha, por exemplo, só com o tempo bem quente, do tipo 40 graus. Dete foi várias vezes a Santo Antônio do Rio Grande nesse período, mas eu não arrisquei ir com ela. Nessa época, não. Semana passada, fui à praia, mas logo voltamos para não correr muitos riscos. E eu estava bem agasalhada. Não ligo para a zoação de quem não entende o meu problema, mas sei que se eu não me cuidar, ninguém o fará por mim, ninguém vai me emprestar a veia para ficar grogue no meu lugar, ninguém vai sentir a dor no meu lugar, ninguém vai morrer no meu lugar, então, eu prefiro prevenir do que remediar. Me agasalho no inverno para viver o verão. E VIVA A VIDA!!!

4 comentários:

Pink disse...

Essa coisa das pessoas ficarem olhando p gente é realmente estranho né?!Sao pessoas que nao conseguem refletir o porque algmas pessoas tem determinadas necessidades diferentes das nossas. Sao pessoinhas que olham o exterior miga. Nao vale a pena tentar entender .O negocio é Viver a vida como vc disse .

Alessandra disse...

Gostei do post. Tenho Anemia Falciforme também, e aqui em Sampa, sofro pacas com as mudanças bruscas de temperatura. E realmente, as pessoas não compreendem o que desconhecem. A gente que sabe no solo onde pisa ;)

Estou te seguindo!

Haja em seus caminhos muita PAZ,AMOR, LUZ e CALOR..rs!

Andrea disse...

Oi,
Sei bem o que é estar sempre com uma blusinha de frio na bolsa, pra evitar ser pega de surpresa... E todo mundo na piscina com aquele tempo meio nublado e vc de fora... A gente aprende a viver com AF.
Um abraço

Dalmo Oliveira disse...

Obrigado Lucia por partilhar suas experiências sobre a doença falciforme. Tb escrevo sobre esse nosso problema nos blogs: http://diretodosanhaua.blogspot.com/
http://asppah.wordpress.com/

Dalmo