quinta-feira, 14 de outubro de 2010

A ESPERANÇA NAS CÉLULAS-TRONCO EMBRIONÁRIAS

Essa semana enfim aconteceu o que esperávamos há muito tempo: células-tronco embrionárias estão sendo usadas em terapia com um ser humano em Atlanta, nos EUA. Como já disse a bióloga molecular e geneticista brasileira Mayana Zatz, “os primeiros experimentos não serão os melhores”, mas é um começo. Eu mesma já me cadastrei em várias instituições de pesquisa para me oferecer como cobaia e visito sites de várias delas como o Movitae  - www.movitae.org.br – para acompanhar um pouco desta área da ciência que a cada dia traz novidades.
Para as doenças do sangue, as possibilidades são ainda maiores e em poucos anos, talvez, já possamos ter a cura para, por exemplo, a doença falciforme. Em 2006, segundo a BBC Brasil – www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2006/01/060110_stemcellg.shtml - cientistas da Universidade da Califórnia, em São Francisco, conseguiram fazer uma substituição genética na hemoglobina mutante por uma versão saudável em um rato de laboratório. Desde então, a espera é para que essa troca aconteça em humanos. A cada nova vitória, a esperança só faz crescer. Não creio que ainda verei esse dia chegar, porém, num futuro próximo... Quem sabe?

Nenhum comentário: