quarta-feira, 9 de novembro de 2011

HALLELUJAH DO FILME SHREK, NA INTERPRETAÇÃO DE JOHN CALE


Toda vez que eu assisto ao filme Shrek, essa música fica martelando na minha cabeça. Ela é linda e então fui procurar no You Tube - adoro!!! Coloquei no meu Facebook e resolvi postar aqui. Achei várias versões, mas esta é a versão do filme mesmo, a qual achei a mais bonita.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

Transmutante




Se eu não cantar hoje
Vou explodir.
Preciso expurgar
Tudo de ruim
Que me sufoca.
Preciso estrangular
O que me estrangula:
A revolta,
O tédio,
A mágoa.
Cada agudo é um tiro mortal,
Desfigurante,
No meio das caras hipócritas.
Espasmo alucinante,
Transmutante.
Canto pra extravasar,
Pular,
Dançar.
Canto pra conter
Minha fúria,
Um surto,
Contra a boçalidade do mundo.
Canto pra não deixar acontecer
A carnificina que quero fazer.

Parte integrante do livro ARCO-ÍRIS SOBRE CINZA
Biblioteca Nacional 463.856 Livro 873 Folha 77


imagem extraída do Google

Eu queria ser lésbica



Ah! Se eu fosse bissexual...
Seria muito legal.
Amar independente dos corpos,
Dos sexos.
Querer independente das roupas,
Das bocas,
Dos pelos.
Desejar um homem,
Me completar em outra mulher.
Mulheres,
Seres maravilhosos
Com um toque de divindade.
Infelizmente,
Gosto de corpos masculinos.
Não dos homens,
Seres mesquinhos,
Com sua mania
De tentar guardar
O coração na gaveta.
Ambicionam com a cabeça de cima,
Traem com a cabeça de baixo.
Mulheres são diferentes.
Têm o coração como escudo
E como guia.
Pensam no todo,
Nos filhos,
No mundo.
Mulheres geram o mundo.
Mulheres são lindas,
Meigas,
Delicadas guerreiras,
Fogosas amantes,
Mães extremadas,
Amigas abnegadas,
Altruístas.
Pensando melhor,
Eu queria ser lésbica.

Parte integrante do livro ARCO-ÍRIS SOBRE CINZA
Biblioteca Nacional 463.856 Livro 873 Folha 77

imagem extraída de:

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Não quero ser esperta, quero continuar sendo honesta

Infelizmente, ou felizmente, dependendo do ponto de vista de cada um, eu continuo sendo honesta. Jamais deixarei de ser. Para mim não existe meio certo e sim, o certo ou o errado. Mesmo que uma multidão de espertos ache o contrário, prefiro seguir o caminho da honestidade, ainda que ele não seja o caminho mais fácil. Ainda que eu continue pobre e ferrada. Sou realmente um paradoxo insistente, insistente, insistente...

quinta-feira, 30 de junho de 2011

SOLIDÃO CONTENTE


O quê as mulheres fazem quando estão com elas mesmas

*por Ivan Martins
Ontem eu levei uma bronca da minha prima. Como leitora regular desta coluna, ela se queixou, docemente, de que eu às vezes escrevo sobre solidão feminina com alguma incompreensão..
Ao ler o que eu escrevo, ela disse, as pessoas podem ter a impressão de que as mulheres sozinhas estão todas desesperadas e não é assim. Muitas mulheres estão sozinhas e estão bem. Escolhem ficar assim, mesmo tendo alternativas. Saem com um sujeito lá e outro aqui, mas acham que nenhum deles cabe na vida delas. Nessa circunstância, decidem continuar sozinhas.
Minha prima sabe do que está falando. Ela foi casada muito tempo, tem duas filhas adoráveis, ela mesma é uma mulher muito bonita, batalhadora, independente e mora sozinha.
Ontem, enquanto a gente tomava uma taça de vinho e comia uma tortilha ruim no centro de São Paulo, ela me lembrou de uma coisa importante sobre as mulheres: o prazer que elas têm de estar com elas mesmas.
Eu gosto de cuidar do cabelo, passar meus cremes, sentar no sofá com a cachorra nos pés e curtir a minha casa, disse a prima. Não preciso de mais ninguém para me sentir feliz nessas horas.
Faz alguns anos, eu estava perdidamente apaixonado por uma moça e, para meu desespero, ela dizia e fazia coisas semelhantes ao que conta a minha prima. Gostava de deitar na banheira, de acender velas, de ficar ouvindo música ou ler. Sozinha. E eu sentia ciúme daquela felicidade sem mim, achava que era um sintoma de falta de amor.
Hoje, olhando para trás, acho que não tinha falta de amor ali. Eu que era desesperado, inseguro, carente. Tivesse deixado a mulher em paz, com os silêncios e os sais de banho dela, e talvez tudo tivesse andado melhor do que andou.
Ontem, ao conversar com a minha prima, me voltou muito claro uma percepção que sempre me pareceu assombrosamente evidente: a riqueza da vida interior das mulheres comparada à vida interior dos homens, que é muito mais pobre.
A capacidade de estar só e de se distrair consigo mesma revela alguma densidade interior, mostra que as mulheres (mais que os homens) cultivam uma reserva de calma e uma capacidade de diálogo interno que muitos homens simplesmente desconhecem.
A maior parte dos homens parece permanentemente voltada para fora. Despeja seus conflitos interiores no mundo, alterando o que está em volta. Transforma o mundo para se distrair, para não ter de olhar para dentro, onde dói.
Talvez por essa razão a cultura masculina seja gregária, mundana, ruidosa. Realizadora, também, claro. Quantas vuvuzelas é preciso soprar para abafar o silêncio interior? Quantas catedrais para preencher o meu vazio? Quantas guerras e quantas mortes para saciar o ódio incompreensível que me consome?
A cultura feminina não é assim.. Ou não era, porque o mundo, desse ponto de vista, está se tornando masculinizado. Todo mundo está fazendo barulho. Todo mundo está sublimando as dores íntimas em fanfarra externa. Homens e mulheres estão voltados para fora, tentando fervorosamente praticar a negligência pela vida interior com apoio da publicidade.
Se todo mundo ficar em casa com os seus sentimentos, quem vai comprar todas as bugigangas, as beberagens e os serviços que o pessoal está vendendo por aí, 24 horas por dia, sete dias por semana? Tem de ser superficial e feliz. Gastando senão a economia não anda.
Para encerrar, eu não acho que as diferenças entre homens e mulheres sejam inatas. Nós não nascemos assim. Não acredito que esteja em nossos genes. Somos ensinados a ser o que somos.
Homens saem para o mundo e o transformam, enquanto as mulheres mastigam seus sentimentos, bons e maus, e os passam adiante, na rotina da casa. Tem sido assim por gerações e só agora começa a mudar. O que virá da transformação é difícil dizer..
Mas, enquanto isso não muda, talvez seja importante não subestimar a cultura feminina. Não imaginar, por exemplo, que atrás de toda solidão há desespero. Ou que atrás de todo silêncio há tristeza ou melancolia. Pode haver escolha.
Como diz a minha prima, ficar em casa sem companhia pode ser um bom programa desde que as pessoas gostem de si mesmas e sejam capazes de suportar os seus próprios pensamentos.
Repasse para suas amigas, especialmente para as que não sabem fazer sua "solidão contente!" e para seus amigos entenderem e valorizarem a riqueza interior de certas mulheres comparada aos homens.

*Ivan Martins é editor-executivo de ÉPOCA

Recebi esta linda mensagem hoje pela manhã, do meu professor e amigo Jorge Márcio e amei. De imediato postei aqui porque poucos homens entendem isso e acham que quando uma mulher bem resolvida consigo mesmo decide ficar sozinha é porque ela tem "algum problema"... Liberdade nada tem a ver com solidão. A liberdade nos permite estar sós quando queremos ficar sós e acompanhadas quando queremos ter companhia. Sem drama, sem dor, sem medo.


quarta-feira, 11 de maio de 2011

TRAILER DE THE INDIAN RUNNER


Ai, meu povo. Eu tô mesmo com muita saudade do Viggo. Achei esse trailer de Indian Runner, que, pra mim, é o melhor filme dele. Amo esse filme de montão. Pra completar, tem na trilha sonora Janis Joplin com Summertime. A direção é do Sean Penn. Já vi umas trocentas vezes.

MY PLAYLIST - CD BEATLES ONE


Neste fim de semana, curti muito, pra caramba, pra chuchu, à beça o cd que a Suh me deu: The Beatles - One. São 27 músicas inesquecíveis, entre elas, Get Back, Eleanor Rigby e The long and winding road. Só musicão, tô curtindo até agora. Show.

VÍDEO DO VIGGO - EU ESTAVA MORRENDO DE SAUDADES DELE


Ai, gente... Estou estudando e ando tão sem tempo para ficar vendo fotinhas dele. Mas, no final de semana passado, matei a saudade. Revi SENHORES DO CRIME E MAR DE FOGO.  Semana que vem, ataco de OSDA novamente. O 1, o 2 e o 3. Ele continua TUDO DE BOM.

terça-feira, 3 de maio de 2011

REMISSÃO



Aqui,
De joelhos estou.
Perdão a ti Pedir eu vou.
Errei muito contigo
E diante do Pai
Mentir não consigo.
A dor em meu peito vai.
Deixei a raiva dominar,
Magoei quem me magoou.
Mas Deus veio me iluminar,
E com seu poder me tocou.
Do erro cometido Meu perdão você já tem.
Sinta-se totalmente remido,
Isso não mais me convém.
Não quero mais julgar
Se alguém é culpado então.
Daqui para a frente vou buscar
Somente a minha remissão.

por Lucia Andrade

Imagem extraída do Google

terça-feira, 26 de abril de 2011

EL CONDOR PASA


Eu amo essa música de qualquer jeito. Seja com Paul Simon e Art Garfunkel, com Raíces de América ou na versão original andina. É muito linda.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

PETIÇÃO CONTRA JAIR BOLSONARO

Caros Amigos, 

Acabei de ler e assinar esta petição online: 

«Em Repudio ao Deputado Jair Bolsonaro» 


Pessoalmente concordo com esta petição e acho que também deveriam analisá-la. 


e divulgue-a para todos os 

seus contactos.

É uma vergonha termos um parlamentar destes.

Não pode ficar barato.

Pressão nele!


Valeu Vera Celms pelo envio da petição.

quinta-feira, 24 de março de 2011

OFICINA DE ILUMINAÇÃO CINEMATOGRÁFICA GRÁTIS


SEMINÁRIO POR UM TRANSPORTE DE QUALIDADE


C O N V I T E
 
SEMINÁRIO: POR UM TRANSPORTE DE QUALIDADE
Venha participar do I SEMINÁRIO DE TRANSPORTES DA CAPELA DO SOCORRO, onde debateremos políticas públicas para o transporte público na região e  solução definitiva para o trânsito caótico na Av. Belmira Marin.
 
DIA :- 26 DE MARÇO DE 2011
HORÁRIO: 9:00 HS / 13:30 HS.
LOCAL: Rua Adélia Silva Mendes nº.706– Parque Cocaia - ao lado da Escola Irmã Charlita
 
Debatedores:
 1.     Marcos Kyoto – Arquiteto e consultor da TC Urbes na área de transportes de alta capacidade.
2.     Alfredo Alves Cavalcante – vereador
3.     Jamil Murad – vereador
4.     Manuel Xavier Lemos Filho – diretor da Federação Nacional dos Metroviários (FENAMETRO).- a confirmar
5.     Marco Nordi – representando o GT Mobilidade Urbana da Rede Nossa São Paulo
6.     Waldir Ferreira – Subprefeito da Capela do Socorro – a confirmar
 
9:00 hs – Recepção – café da manhã
9:30 hs – inicio do seminário – Coordenador dos trabalhos
9:45 hs -  palavra aberta aos debatedores – 15 min.
11:15 hs – palavra aberta ao público
12:00 hs – respostas da mesa e considerações finais
12:45 hs – Encaminhamentos / Encerramento
 

Ver mais detalhes e RSVP em Dia Mundial Sem Carro:
http://diamundialsemcarro.ning.com/events/event/show?id=3845148%3AEvent%3A14742&xgi=56GJPNwYVzpi2H&xg_source=msg_invite_event
Sobre Dia Mundial Sem Carro
Marco importante para levar a sociedade a refletir sobre as soluções para melhorar a qualidade de vida nas cidades.
Dia Mundial Sem Carro627 membros 
381 fotos 
77 videos
100 tópicos
116 eventos
248 postagens no blog

INAUGURAÇÃO DA EXPOSIÇÃO COR DE ROSA CHOQUE


PALESTRA COM STELLA LEONARDOS


PALESTRA DE STELLA LEONARDOS
UFF - Sala 218 C - Instituto de Letras
Dia 30/04/2011 - 16 horas

 
O título da palestra é: Do Romanceiro.

quarta-feira, 23 de março de 2011

EU SOU ASSIM

A verdade
É que não consigo
Me prender por muito tempo.
Quero o sentimento
Mas não o compromisso.
Gostar,
Ficar,
Sem hora marcada
Ou lugar.
Eu sou assim.
Preciso ser livre
E quando o vento chama
É hora de partir,
Não dá pra ficar.
Há um mundo a descobrir...
Muitas bocas pra beijar
Outros corpos pra sentir.
Eu sou assim.
Preciso da minha solidão,
Do meu espaço,
Da minha essência.
E você,
No arquivo das lembranças
Do meu coração,
Ficará guardado
Para sempre.
É pena,
Mas,
Eu sou assim.

por Lucia Andrade

terça-feira, 8 de março de 2011

O Saber Feminino

“Eu sou aquela mulher que fez a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores”.
Cora Coralina, poetisa


“Aprendi com as primaveras a me deixar cortar e voltar inteira”.

Cecília Meireles, poetisa

“Amor é como mercúrio na mão. Deixe a mão aberta e ele permanecerá; agarre-o firme e ele escapará”.
Dorothy Parker, escritora

“O fanático é um homem com os dois pés plantados firmemente nas nuvens.”
Eleanor Roosevelt

“Não tenho tempo de desfraldar outra bandeira que não seja a da compreensão, do encontro e do entendimento entre as pessoas”.
Elis Regina, cantora

“Ri alegremente e o mundo rirá contigo; chora e chorarás sozinho. Esta velha e boa Terra precisa pedir emprestada qualquer alegria, porquanto já tem aborrecimentos de sobra.”
Ella Wilcox, poetisa

“Dai-me, Senhor, a perseverança das ondas do mar, que fazem de cada recuo um ponto de partida para um novo avanço”.
Gabriela Mistral, poetisa

“Quem não sabe chorar de todo o coração também não sabe rir”.
Golda Meir, estadista

“Quando uma porta da felicidade se fecha, outra se abre. Muitas vezes ficamos tanto tempo olhando para a porta fechada que não vemos a que se abriu.”
Helen Keller, cega, surda e muda desde bebê, Helen tornou-se educadora, escritora e advogada. Revelou uma incrível capacidade de superação e notável inteligência.

“Há dois tipos de pessoas: as que fazem as coisas e as que ficam com os louros. Procure ficar no primeiro grupo: há menos competição lá”.
Indira Gandhi, estadista

“Você não pode escolher como vai morrer ou quando. Você só pode decidir como viver para que não tenha sido em vão.”
Joan Baez, cantora

“Amor não tem nada a ver com o que esperas conseguir, apenas com o que esperas dar; quer dizer, tudo.”
Katharine Hepburn

“Não devemos permitir que alguém se afaste de nós sem sentir-se melhor e mais feliz.”
Madre Teresa de Calcutá

“Quando nada é certo, tudo é possível”.
Margareth Drabble, escritora

“Nada na vida deve ser temido, somente compreendido. Agora é hora de compreender mais para temer menos”.
Marie Curie, física

“Vamos! Corra a fazer alguma obra de caridade!”
Santa Terezinha, quando notava tristeza  nalgum semelhante

“O futuro não nos traz nem nos dá nada. Nós é que, para construí-lo, devemos dar-lhe tudo”.
Simone Weil, filósofa e ativista

“Quando precisar que algo seja dito, chame um homem. Quando quiser que algo seja feito, chame uma mulher.”
Margareth Thatcher, estadista

FELIZ DIA INTERNACIONAL DA MULHER! 





segunda-feira, 7 de março de 2011

Você é feliz?


Ser lindo é ser feliz.
Se tem rugas,
Não importa.
Se tem alguns quilos a mais,
Ou a menos,
Também não importa.
Se a cor do cabelo é preta,
Vermelha ou roxa,
Ou branca,
Que importância tem?
É feliz?
Isso é importante.
Porque a felicidade é bela.
Tudo é belo,
Quando se é feliz.
Quem precisa de beleza?
Felicidade é do que precisamos.
Quando felizes,
Somos belos,
Só isso.

Parte integrante do livro PALAVRAS AO VENTO
Biblioteca Nacional 461.076 Livro 867 Folha 274

Cristalina

Para todos aqueles que sabem o que é a dor de uma crise álgica severa da Anemia Falciforme.

Choro novamente.
Meu corpo dói,
Dilacerado,
Latejante,
Então,
Suplicante,
Peço por você,
Cristalino alcalóide do ópio.
Ópio...
Morfina,
Quente,
Sedativa,
Alienante,
Anestésica,
Mágica,
Em mim,
Mais uma vez.
Ou você,
Ou a dor.
Após muitas horas de duelo,
Você acaba vencendo.
Mas seu preço é alto.
É o preço da derrota,
Da impotência...
Mesmo assim,
Morrerei desejando teu calor
Em minhas veias,
Clamando por você,
De joelhos,
Se preciso for.

Parte integrante do livro PALAVRAS AO VENTO
Biblioteca Nacional 461.076 Livro 867 Folha 274

Menino sonhador

De repente
O rosto fechado,
Sisudo,
Se ilumina.
Surge o sorriso
Lindo
De menino feliz.
E os olhos brilham
E a paz se faz.
Tempestade
Virando calmaria.
Coração ainda cheio
De esperança,
Sonhador.
Por breves instantes
Esquece a dor
Que com o tempo,
Ficará para trás
No passado.
E o presente passou
O futuro chegou
E o menino sorri...

por Lucia Andrade

Não dói

Extraia a pedra
Do seu coração.
Deixe-o bater,
Deixe-o amar.
Faz bem.
O que faz mal
É viver assim
Pesado,
Sufocado,
Cruel.
Permita-se sentir.
Não dói.
Só liberta.

por Lucia Andrade