segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Não quero ser esperta, quero continuar sendo honesta

Infelizmente, ou felizmente, dependendo do ponto de vista de cada um, eu continuo sendo honesta. Jamais deixarei de ser. Para mim não existe meio certo e sim, o certo ou o errado. Mesmo que uma multidão de espertos ache o contrário, prefiro seguir o caminho da honestidade, ainda que ele não seja o caminho mais fácil. Ainda que eu continue pobre e ferrada. Sou realmente um paradoxo insistente, insistente, insistente...

Nenhum comentário: