sábado, 19 de setembro de 2015

ANARQUIA

Anarquia

Vim pra quebrar a monotonia.
Virar a mesmice de ponta cabeça,
Estabelecer o caos.
Colocar um fim no princípio,
Dar um início ao final.
Brincar com a cara do tédio,
Praticar a anarquia,
Barbarizar geral.
Pintar a cara pra guerra,
Guerrear por ideais.
Marchar pela liberdade,
Boçalidade jamais.
Abaixo a opressão!
Libertem nossas cabeças!
Mente sã, pensamento são
Pra que a insanidade floresça.

Parte integrante do livro ARCO-ÍRIS SOBRE CINZA
Biblioteca Nacional 463.856 Livro 873 Folha 77

Nenhum comentário: