quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Maldita distância


Mil fotos vou pedir,
Outras mil eu vou mandar.
Mil cartas vou escrever,
Mas nada disso adianta,
Estou morrendo sem você.
Nossos momentos juntos
Não consigo esquecer.
A saudade grita seu nome
Em mim.
E eu amaldiçoo a distância
Que nos separa
E que o meu coração
Desconhece.

Parte integrante do livro ARCO-ÍRIS SOBRE CINZA
Biblioteca Nacional 463.856 Livro 873 Folha 77

Nenhum comentário: