sábado, 10 de outubro de 2015

A vida não é cor-de-rosa


A vida não é cor-de-rosa.
Ainda bem,
Porque se fosse
Seria muito chata.
A vida tem todas as cores,
Colorida como Deus a fez.
Alguns dias são negros
Como a nossa cegueira
Por insistirmos
Em não abrir as janelas de nossa alma
Para vermos o vermelho alaranjado
Que o sol nos dá todas as manhãs.
Queremos ver a cor cinza dos problemas
Olhando para a terra,
Curvando nossos ombros.
Em vez de crer no azul do céu
Céu lindo que o Pai nos deu.
Esquecemos do branco de nossos sorrisos
E trocamos pelo vermelho
De um rosto banhado por lágrimas.
A vida não é cor-de-rosa.
Ela é tão bela
Quanto quisermos que seja.
E não a podemos julgar
Pelos momentos de dor.
Temos que cobri-los
Com o verde da esperança,
Aprender com eles,
Deixar que a brisa da noite azul os leve
Tão rapidamente
Quanto o brilho prata das estrelas cadentes.
A vida não é cor-de-rosa.
Mas ela pode ter a cor que você escolher.

Parte integrante do livro ARCO-ÍRIS SOBRE CINZA
Biblioteca Nacional 463.856 Livro 873 Folha 77

2 comentários:

Unknown disse...

Tia que Lindo! 👏👏👏👏👏👏

Lucia Andrade disse...

Que bom que você gostou. A sua opinião é importante p mim. Uma das poucas que conta. Beijo no seu coração, na semana do seu aniversário. Curta bastante, minha eterna criança.